Vídeo

Parabéns à porno mamãe

Minha (porno) mamãe faz 70 anos e consegue ainda se mais jovem que eu. Aproveito o dia para desejar os parabéns homenageando-a com uma lembrança sensacional do quadro Bô Francineide, Mulher nota 100, com Jô Soares e Henriqueta Brieba de 1982. Adoro!!!

___

Cadastre-se

Receba por e-mail a newsletter mensal do FaceBeth e fique por dentro do que de melhor aconteceu, além das novidades que estão por vir. Registre-se clicando aqui!

Paris-Manhattan

Cena do flme Paris-Manhattan

Cena do flme Paris-Manhattan

Que tal uma comédia romântica francesa com uma pitadinha do estilo Woody Allen de ser. Aliás, pitadinha não! Até participação do cineasta tem em Paris-Manhattan.

O atrativo de “Paris-Manhattan” está em seu ponto de partida, repetindo a ideia de “Sonhos de um Sedutor” (1972), peça escrita por Allen e transposta para a tela por Herbert Ross. O protagonista desse filme é um homem retraído que recebe conselhos amorosos do ator Humphrey Bogart.

Assinado por Sophie Lellouche (que não tem nenhum parentesco com o diretor Claude Lelouche), o filme francês põe Allen no lugar de Bogart. A farmacêutica Alice (Alice Taglioni) é uma solteirona que conversa “diariamente” com a foto do cineasta, ouvindo as malucas teorias dele sobre a vida e o amor.

As saborosas brincadeiras de Allen com o imaginário (fonte também para “A Rosa Púrpura do Cairo” e “Meia-Noite em Paris”), de cunho explicitamente autobiográfico, além dos diálogos afiados, foram enterrados numa trama insossa e que se arrasta na meia hora final.

A aparição de Allen, em poucos minutos, dá um alento, mas até ele parece uma pálida lembrança de seu humor. Com essa abertura do sempre reservado diretor, Sophie perdeu a oportunidade de aprofundar mais nas relações com a obra e os personagens do homenageado, preferindo enveredar pelos clichês do gênero romântico.

Fonte: Hoje em Dia

Como eu sou uma apaixonada por comédias românticas, e quanto mais previsível melhor, me diverti muito com o filme e  tive at”e meu momnto de reflexão. #FicaDica

___

Cadastre-se

Receba por e-mail a newsletter mensal do FaceBeth e fique por dentro do que de melhor aconteceu, além das novidades que estão por vir. Registre-se clicando aqui!

Besouro | J. G. de Araújo Jorge

Waiting By The Window - Carl Holsøe (1863–1935)

Waiting By The Window – Carl Holsøe (1863–1935)

“Besouro”

Bato as asas, quero fugir como um besouro
estonteado de luz,
à procura do céu incendiado de ouro
que o seduz!

Esvoaço, tonteio, em vão… Em vão minha alma esvoaça!
Ouço um zumbido surdo, atordoante, crescendo,
das minhas asas sôfregas batendo
numa invisível vidraça!

Lá fora é tudo tão verde! Lá fora a terra é tão bela!
Tudo chama e convida
para a vida,
– e nem uma alma bondoso e distraída
vem abrir a janela!

(Poema de J. G. de Araujo Jorge
extraído do livro Cânticos – 1941)

___

Cadastre-se

Receba por e-mail a newsletter mensal do FaceBeth e fique por dentro do que de melhor aconteceu, além das novidades que estão por vir. Registre-se clicando aqui!

Tem dias…

Tem dias que a gente desanima um pouco. Dá uma olhada na realidade que nos rodeia e vê pouca ou nenhuma perspectiva. Quase… Quase me divertindo, quase  entusiasmando, quase envolvida em meus projetos. Ainda bem que fases passam, boas e ruins…

___

Cadastre-se

Receba por e-mail a newsletter mensal do FaceBeth e fique por dentro do que de melhor aconteceu, além das novidades que estão por vir. Registre-se clicando aqui!

Chocolates Star Wars da Nena Chocolates

A Nena Chocolates divulgou as delícias que estão disponíveis para encomendas de Páscoa. Além das opções tradicionais e sabores, o mais legal: Chocolates Star Wars. Lindinho!!!

___

Cadastre-se

Receba por e-mail a newsletter mensal do FaceBeth e fique por dentro do que de melhor aconteceu, além das novidades que estão por vir. Registre-se clicando aqui!

A história por trás do Valentine`s Day

Imagem: Happy Valentine's Day - Por dyobmit - no Flickr

Imagem: Happy Valentine’s Day – Por dyobmit – no Flickr

Não é a primeira vez que escrevo sobre o tema. 14 de fevereiro é dia de São Valentim, data que o mundo inteiro, exceto Brasil, comemora o dia dos namorados, mas…  Quem foi, o que fez, por que comemorar nesta data?

Existem tantas, mas tantas origens para a data que celebra o amor dos apaixonados,  que só isso vale um post.

São Valentim (quem diria), assim como o amor romântico, é muito mais uma personagem construída em nossos sonhos e expectativas que fruto da realidade em si.

Um nome, muitas histórias

São Valentim (um deles) - Google Imagens

São Valentim (um deles) – Google Imagens

A Igreja Católica reconhece pelo menos três mártires com o nome de Valentim (ou Valentino), nenhum deles com registros históricos (além da tradição oral) que corroborem com as lendas.

Uma delas afirma que Valentim foi um padre que serviu durante o terceiro século em Roma. Quando o Imperador Claudius II decidiu que homens solteiros eram melhores soldados do que aqueles com esposas e famílias,  ele proibiu o casamento para homens jovens. Valentim, percebendo a injustiça do decreto desafiou Claudius e continuou a realizar casamentos de jovens amantes em segredo. Quando as ações de Valentim foram descobertas,  Claudius ordenou que ele fosse condenado à morte.

Outra lenda  sugere que Valentim pode ter sido morto por tentar ajudar os cristãos a fugir duras prisões romanas, onde eram muitas vezes espancados e torturados.

E, finalmente, uma delas conta que uma vez preso, Valentim se apaixonou por uma jovem (possivelmente filha do seu carcereiro), que o visitou durante o confinamento. Antes de sua morte, é alegado que ele escreveu  uma carta de amor assinada “de seu Valentim”,  expressão em uso até os dias de hoje.

Ao longo dos séculos, esses três Valentins foram se unificando na memória popular, dando lugar assim a um personagem, uma história e uma tradição que não pararam de se enriquecer ao longo dos séculos – até se tornar uma lenda sobre alguém que de fato nunca existiu.

Fonte: Wikipedia

“Cristianização” de uma festa pagã?

Lupercalia, celebração da Roma antiga que teria originado o Valentine`s Day

Lupercalia, celebração da Roma antiga que teria originado o Valentine`s Day

A data também é envolta em mistérios e versões. Alguns acreditam que represente data de nascimento ou morte do tão comentado São Valentim.

Outros afirmam que a igreja cristã pode ter decidido comemorar o dia de São Valentim em  meados de fevereiro, como  um esforço de “cristianizar” a celebração pagã da Lupercalia, um festival celebrado na Roma antiga em honra de Juno (deusa da mulher e do matrimônio) e de Pan (deus da natureza).

Reza a lenda que neste festival os membros da Luperci, uma ordem de sacerdotes romanos, se reunia em uma caverna sagrada onde acreditavam que as crianças Rômulo e Remo, os fundadores de Roma, foram cuidados por uma loba. Os sacerdotes sacrificavam uma cabra, para fertilidade, e um cachorro, para purificação.

Mergulhavam tiras de couro de bode, mergulhavam em sangue sacrificial e saíam às  ruas, batendo suavemente nas mulheres e aspergindo sangue nos campos de cultivo.

Apesar de um ritual aparentemente bárbaro, as mulheres romanas saudavam os sacerdotes, aceitando  o toque das peles, pois acreditava-se que promovia a fertilidade.

No final do dia, segundo a lenda, todas as mulheres jovens na cidade colocavam seus nomes em uma urna grande. E os homens solteiros escolhiam um nome e ficavam como par da escolhida durante o ano seguinte. Estes jogos muitas vezes acabavam em casamento.

Ou seja, até que faz sentido, né?!

Uma celebração ao romance

Imagem: Happy Valentine's Day! - Por ButterflySha, no Flickr

Imagem: Happy Valentine’s Day! – Por ButterflySha, no Flickr

Embora a verdade por trás das lendas de São Valentim sejam obscuras, todas  as histórias enfatizam seu apelo como simpático, heróico e romântico. Assim como as festas pagãs que podem ter inspirado a data promoviam a fertilidade e o encontro.

Talvez graças a essa reputação, São Valentim tornou-se  um dos santos mais populares na Inglaterra e na França.

Se ele é um ou vários, se foi originado em uma festa pagã… Quem se importa?! São Valentim conseguiu através dos tempos ser a personificação do amor romântico e, mesmo sem querer, do mercado que há à sua volta.

Feliz dia de São Valentim!

Este post faz parte do Meme de Fevereiro, uma iniciativa das interneteiras do LuluzinhaCamp, que tem como única intenção, a diversão. Porque somos blogueiras e adoramos blogar, simples assim. Se você tem blog, corre para participar, clique aqui e saiba mais.

___

Cadastre-se

Receba por e-mail a newsletter mensal do FaceBeth e fique por dentro do que de melhor aconteceu, além das novidades que estão por vir. Registre-se clicando aqui!

Argofuckyourself

ARGO

Ontem, após assistir Argo, filme produzido e dirigido por Ben Afleck e candidatoa Oscar demelhor filme, soltei esta em meu Facebook:

Depois de Gênio indomável (roteiro original), e agora com Argo (direção e produção), fico pensando porque o Ben Afleck nao larga de vez a atuação (que nunca é lá estas coisas) para ficar sempre por trás das câmeras. Passei o filme inteiro com a respiração suspensa, gostei muito de como a história foi conduzida.

Argo é um daqueles filmes bons do começo ao fim. Isso é raro, raríssimo! Todo filme tem seus pontos altos e baixos, este não!

Senti como se estivessem enchendo uma balão com a boca, enchendo, enchendo… Onde ficamos na expectativa da próxima cena e da próxima… Quando o balão enfim explode é exatamente no momento exato. E isso é muito louco!

Fiquei pilhada um bom tempo após o filme, como se uma descarga de adrenalina tivesse percorrido meu corpo. Muitos filmes me apaixonam ou encantam, raros me desestruturam. Argo fez isso.

O filme é baseado em uma história real, onde um agente dos EUA resgata seis diplomatas americanos que ficaram escondidos na casa do embaixador canadense, durante a tomada da embaixada do Irã em 1979.

O resgate acontece embasado em um plano muito doido, onde os americanos refugiados se passam por uma equipe de filmagem de um filme de ficção científica em busca de locação nas terras áridas e paisagens exóticas da antiga Pérsia.

Tensão total. Sensacional!

___

Cadastre-se

Receba por e-mail a newsletter mensal do FaceBeth e fique por dentro do que de melhor aconteceu, além das novidades que estão por vir. Registre-se clicando aqui!