Eu amo a beleza feia de São Paulo

Está lá no U City Guides, São Paulo é a nona cidade mais feia do mundo. Segundo eles:

“A natureza parece ter concentrado todos os seus esforços no Rio e esqueceu completamente desta outra grande metrópole do Brasil. São Paulo pode ser uma das cidades mais excitantes do mundo quando se trata de restaurantes e lojas, mas não há dúvida de que é uma grande selva de concreto feio.”

Sou carioca da Zona Oeste do Rio de Janeiro, ou seja, moro longe, muito longe de tudo. Não posso reclamar de ter crescido mal, muito pelo contrário. Mesmo aqui, o Rio de Janeiro continua lindo. Ainda tem muito verde, praias próximas e gente bacana. Do subúrbio à Zona Sul (conhecida e reconhecida como patrimônio da beleza carioca) a beleza brota até das favelas virando poesia e se perpetuando em música (“as luzes brilham do Vidigal e não precisam de você”)

O Rio é obviamente lindo, Sampa exige um olhar mais apaixonado e apurado para reconhecer o belo. Caetano explica que é porque “Narciso acha feio o que não é espelho”. Eu prefiro pensar que Sampa faz uma seleção natural para que só ame suas formas aqueles que realmente merecem.

O Glamurama fez uma seleção bem bonitinha de 9 lugares bonitos de SP. Eu, que  amo essa cidade feia e morro de saudades dela em dias cinzas como hoje aqui no Rio, também compartilho alguns dos meus olhares da cidade.

poster lovelace

Lovelace | Muito além de Deep Throat

E quem diria que eu, uma apaixonada por assuntos relacionados à sexualidade, estaria mais por fora que umbigo de funkeira quando o assunto era a vida real da estrela de Deep Throat (Garganta Profunda), Linda Lovelace. Nunca entendi todo o sucesso do filme que, até este fim de semana, sequer tinha assistido.

poster lovelace

Sim, eu sabia que a moça apesar de tantos “talentos” não havia continuado no mercado pornô, e amargou alguns insucessos no cinema convencional, sabia até que ao longo da vida ela foi bastante ativista contra a pornografia. Só não sabia o porque.

Lovelace, com a queridinha do momento Amanda Seyfried (Cartas para Julieta, Os Miseráveis) no papel principal, mostra como um drama, a história daquela que fez um dos filmes pornográficos mais bem sucedidos de toda a história. Que caiu de paraquedas na pornografia e saiu dela sem trabalho, sem grana e tendo que conviver com um estigma de ter entrado de gaiata num navio por amor e medo do marido.

Não quero falar muito mais para não ser spoiler, mas o filme fala um pouco de uma época onde uma jovem ingênua podia se dar bem mal fugindo da opressão dos pais e caindo nas mãos de um marido sádico e abusivo.

Deep Throat

Garganta profunda é um filme divertido. A história é inverossimilmente deliciosa, e mostra uma garota que apesar de gostar de sexo, não chega ao orgasmo, porque seu clitóris está no lugar errado. Na garganta. Desta maneira, somente fazendo sexo oral com homens bem dotados ela chega a um orgasmo perfeito.

A trilha sonora é muito gostosa, lembrei dos filmes de Tarantino, rs, beeeeem anos 70 mesmo. E apesar do enredo e interpretações totalmente fuleiros, o filme diverte e entretém. Convence.

Tem sequencias extraordinárias de sexo oral (neles e nelas), vaginal, anal, fetiches… Mas sinceramente? Eroticamente falando fiquei no zero a zero aqui. Vale assistir mais por  entretenimento e conhecimento histórico (é divertidíssimo ver as diferenças estéticas entre 1972 e 2013).

linda lovelace - atriz

Imagem de Linda Lovelace durante divulgação do filme.

Nota: Linda alega que nunca recebeu um tostão por Garganta Profunda e o seu ex-marido teria sido pago com apenas 1250 dólares. Estima-se que Deep Throat rendeu aos seus produtores 600 milhões de dólares.

Outubro Rosa | Conscientização para a prevenção

outubro-rosa-cancer-mama-minist-saude-2013

Sempre que chega o mês de outubro, fico pensando em como abordar o tema do câncer de mama, de modo objetivo, sem fazer alarde e sim trazer conscientização da necessidade de exames clínicos regulares como prevenção para que através de um diagnóstico precoce a pessoa (sim, porque homens, mesmo raramente, também podem ter câncer de mama) possa tratar da maneira certa e fazer parte das estatísticas entre 90 e 95% de cura e jamais dos casos de óbito.

Dados sobre o Cancer de Mama no Brasil e no mundo

  • Segundo tipo de câncer mais frequente no mundo e o mais comum entre mulheres
  • Corresponde a 22% de novos casos de câncer
  • Em 2012 o Brasil teve 52 mil novos casos detectados e 13 mil casos de morte
  • O Ministério da Saúde divulgou que de 2011 para cá, aumentou em 37% o número de mamografias preventivas na faixa etária indicada

Segundo o INCA o câncer de mama é “relativamente raro antes dos 35 anos, acima desta faixa etária sua incidência cresce rápida e progressivamente. Estatísticas indicam aumento de sua incidência tanto nos países desenvolvidos quanto nos em desenvolvimento. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), nas décadas de 60 e 70 registrou-se um aumento de 10 vezes nas taxas de incidência ajustadas por idade nos Registros de Câncer de Base Populacional de diversos continentes.”

Encontrei no site do Bem Estar um ótimo infográfico explicando tintim por tintim o que é a mamografia, que grupos são priorizados na prevenção, mas vale lembrar que o exame preventivo (que também previne na detecção de DSTs e câncer de colo do útero) é indicado anualmente, e após os 40, a mamografia é um direito da mulher. Para quelas que tem casos em família (mãe ou irmãs) é, inclusive, indicada preventivamente dos 35 em diante, mesmo sem sintomas aparentes.

infografico sobre mamografia do programa Bem Estar

Fontes:

_______________________________________

selo outubro rosa 2013 Luluzinha CampEste texto faz parte  da Blogagem Coletiva sobra a Prevenção do Câncer de Mama, junto com as mulheres do Luluzinha Camp! Participe também! Clique aqui para saber mais, pegue seu selinho e faça um post bacana em seu blog ou rede social sobre este importante tema!

(Trechinho livremente inspirado no blog da Denise Rangel que fez um post lindo – Por uma vida mais cor de rosa – sobre o tema)

Cena de Colin Firth de camisa molhada em Orgulho e Preconceito era pra ser nu

Colin Firth, cena do lago, Orgulho e Preconceito

E a famosa cena de Colin Firth de camisa molhada saindo do lago, na série Orgulho e Preconceito (1995), era para ser nu. Tudo isso para representar que mesmo Mr Darcy, tinha um lado selvagem e natural. Lizzy teria um ataque cardíaco, mas  como adaptação, isso até seria possível. No entanto, nos tempos de Jane Austen, sei não… A cena é ótima, passa a mesma intenção, e ainda ativa a imaginação da mulherada. Uma boa insinuação, passa muito mais erotismo que um nu explícito.

Fonte: Colin Firth’s famous wet shirt scene in Pride and Prejudice ‘was supposed to be nude’ – Telegraph.

infográfico anorexia - a liga

Pela diversidade da beleza feminina

Ontem o programa A Liga, na parte que tratava de anorexia e transtornos alimentares, mostrou um pouco do dia a dia de uma anoréxica. Seu sofrimento, problemas com autoimagem distorcida, as facilidades que a internet proporciona na difusão da doença como estilo de vida… Foi hard! A parte em que a nutricionista pergunta às mulheres, em um quadro, como elas se vêem, e depois da devida medição de IMC, como elas realmente são, foi chocante!

A Liga - <p>08/10 - Anorexia</p> <p>Infográfico: A Liga – 08/10 – Anorexia

É pauleira ser e se ver como normal em um mundo que até a Jennifer Lawrence (a gostosérrima Mística de X-Men First Class e ganhadora de Oscar com O Lado Bom da Vida) é gorda para os padrões ditados atualmente. Onde a personagem de Fabiana Carla, Perséphone, é espinafrada, em horário nobre,  pela família do noivo por ser gorda. E o pior, quem pensa que a atriz hollywoodiana é exceção ou a cena foi coisa de novela, está muito enganado.

Não foi à toa que fiquei feliz em ver, no mesmo programa, como um fôlego, uma brisa em um dia quente e abafado, uma matéria sobre o Nu Real, acompanhando dois ensaios como mulheres absolutamente normais que, como um manifesto desnudam-se mostrando seus rostos e corpos, democratizando e difundindo a diversidade das formas.

Sem querer minimizar o sofrimento alheio, até porque eu também já sofri de autoimagem distorcida quando pesava míseros 68kg em meus 1,74m de altura, pergunto: o que é uma barriga, o que são dobrinhas, seios mais molinhos? Hoje, mesmo estando acima do peso (peso 97kg), acho tudo isso é tão pequeno, tão nadinha diante do fato de sermos saudáveis, produtivas, amadas e, sobretudo, donas de si mesmas, que só tenho a agradecer pelo que sou e me gostar assim.

Toda Nudez Será Castigada?

Quando era pequena não entendia bem o título da peça de Nelson Rodrigues, Toda Será Castigada, escrita em 1965. Como e porque a nudez deveria ser castigada?!

Em minha ingenuidade, me imaginava sob vara de marmelo, até pelo simples fato de desnudar-me ao banho… rs. Obviamente, como toda obra do dramaturgo a tal nudez e seu castigo tinha toda a carga moral de uma sociedade bem hipócrita, retrato de uma época. Outra época… (Será?!)

Hoje – fundamentalistas religiosos à parte – temos a felicidade de viver um momento onde a nudez volta a ser vista como arte, e em alguns momentos funciona quase como um manifesto, em nome da saúde, padrões estéticos e quebra de tabus sexuais.

Selecionei alguns sites, que mostram a nudez de uma maneira bonita, mostrando a beleza da diferença e, dessa forma, passando o recado ninguém é igual e, sendo assim, porque sofrer tentando encaixar neste ou naquele padrão.

The Nu Project / http://thenuproject.com/

The Nu Project  Nude Photography by Minneapolis Photographer Matt Blum

Sob a bandeira de que todas as mulheres são bonitas, o fotógrafo americano Matt Blum, desde 2005, já fotografou mais de 100 mulheres pelo mundo, inclusive Brasil, absolutamente normais, comuns, naturalmente belas.

Nu Real / http://nureal.com.br/

Nu Real – Início

Uma espécie de versão brasileira do The Nu Project, o Nu Real clica mulheres normais em seu ambiente natural, com a intenção de quebrar tabus estabelecidos pela mídia e suas mulheres plastificadas pelo photoshop.

Apartamento 302 / http://apartamento302.tumblr.com/

Apartamento 302  Maria

O projeto Apartamento 302 é uma iniciativa do renomado fotógrafo Jorge Bispo, expert com trabalhos em revistas como Playboy, VIP, Trip e TPM. Nele, o fotógrafo convida garotas sem experiência como modelo para posar nuas em seu apartamento, mostrando a beleza de mulheres igualmente belas em suas diferenças.

Banco Mundial da Genitália / http://genitalia.me/

Banco mundial da genitalia

Totalmente #NSFW (Not Safe for Work), cuidado onde vai abrir este site. Nele, através da banalização de genitálias desnudas, as imagens coletadas de anônimos em cabines nas festas e projetos artísticos de São Paulo, formam um grande mural, sem rostos, ou nomes, quebrando tabus.