Clandestinas

CLANDESTINAS - YouTube

Clandestinas – Documentário sobre aborto no Brasil. Mulheres contam sua experiência interrompendo uma gravidez. Atrizes interpretam relatos reais. Clique na imagem para assistir o vídeo no youtube.

Pouco falo do assunto, mas uma coisa é fato, independente de qualquer um de nós achar certo ou errado o aborto, apoiar ou não a legalização e descriminalização, depois da entrevista da Renata Corrêa ao Profissão Repórter ontem sobre o doc Clandestinas,  três sentimentos me tocaram e compartilho com vocês:

  • orgulho (de ver a ousadia de pessoas falando – sem julgamento moral – da descriminalização do aborto),
  • frustração (porque o enfoque durante o programa foi muito superficial devido à diversidade de opiniões sobre o mesmo assunto e o programa ter apelado mais para o tom emocional que para a reflexão do assunto em si)
  • curiosidade (tenho um respeito enorme a tudo que tem o dedo da Rê Corrêa no meio).

Bom, assisti e não me decepcionei. Com direção de Fadhia Salomão, roteiro de Renata Corrêa e produção de Babi Lopes o vídeo ao mesmo tempo choca e emociona. Vale assistir, refletir, continuar (ou não) com as próprias convicções, mas sobretudo repensar a questão do direito da mulher e posicionamento da saúde pública relacionada ao aborto.

  •  clique aqui para ler mais sobre este documentário triste e emocionante.

Independente da criminalização, o aborto é praticado diariamente, na maioria dos casos  sem as menores condições de higiene e saúde, levando a óbito ou traumatizando mulheres jovens que, por desespero ou convicção, recorreram à clandestinidade.

E antes que pensem que sou pela banalização do aborto. No way! Eis um ato que enche de culpa quem faz, e ao mesmo tempo, os bolsos de quem fez. Só quem sai ganhando é uem explora essa clandestinidade.

Vale pensar e refletir.


Ficha Técnica:

Documentário: Clandestinas – Documentário sobre aborto no Brasil.
Mulheres contam sua experiência interrompendo uma gravidez. Atrizes interpretam relatos reais.
Direção: Fadhia Salomão
Roteiro: Renata Corrêa
Produção: Babi Lopes
Apoio: SOF e IWHC

Anúncios

2 comentários sobre “Clandestinas

  1. Para mim, o mais chocante, mesmo, é que a mulher que faz um aborto é considerada assassina pela lei. Isso me deixa em choque, pasma. conheço muitas mulheres que já fizeram isso e elas não são assassinas. não mesmo. Te abraço, Beth.
    beijo

    • Lu, eu fiquei em choque ontem com a matéria do Profissão Repórter, não imaginava que as meninas eram presas, algemadas… São fichadas? Caramba, quanta humilhação… Já tinha ouvido falar do mau tratamento, principalmente de médicos homens, em casos de necessidade de curetagem em abortos feitos com citotec, ainda assim, putz… fiquei chocada demais, não dormi bem, acordei mal… Ando muito à flor da pele, e o assunto ainda é pesadíssimo, já viu né?!

Comente.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s